Seguidores

quarta-feira, 23 de maio de 2012

0

Festa Junina: comidas típicas


Pé de Moleque
1 lata(s) de leite condensado
500 gr de amendoim torrado(s) quanto baste de manteiga quanto baste de farinha de mandioca torrada para polvilhar
500 gr de rapadura
Quebre a rapadura o máximo possível.
Coloque no refratário,
cubra e leve ao microondas por 5 minutos.
Adicione o leite condensado e leve ao microondas por mais 5 minutos.
Adicione 400g de amendoim moído.
Bata bem a massa com uma colher até senti-la pesada e perder o brilho.
Despeje numa forma untada e polvilhada com farinha de mandioca.
Espalhe o amendoim inteiro apertando com a espátula.
Deixe esfriar para cortar.
=============================================

Cocada
1 lata(s) de leite condensado
400 gr de açúcar União
1 pacote(s) de coco ralado(s)-quanto baste de manteiga para untar
Junte todos os ingredientes, misture bem e leve ao fogo baixo, mexendo sem parar até desprender do fundo da panela.
Despeje em mármore untado e deixe esfriar bem.
Depois, corte em quadradinhos.
Dica: Para obter quadradinhos bem uniformes,
nivele a cocada com o auxílio de um rolo de massa, quando despejar no mármore. ============================================



Quentão de Morango
3 litros de água2kg de açúcar2kg de morangos150g de gengibre50g de cravo e canela misturados1 1/2 litro de aguardente
Num caldeirão, coloque a água e a gengibre.
Leve ao fogo.
Quando começar a fervura, adicione os morangos inteiros, o açúcar,
o cravo, a canela e deixe ferver por aproximadamente 20 minutos.
Em seguida, adicione a aguardente e deixe ferver por mais 5 minutos.
Coe e sirva bem quente

==================================================


Paçoca de corte
500g de amendoim cru
250g de bolacha Maria ou Maizena moída no processador ou liquidificador
1 lata de leite condensado
Papel filme para envolver

Modo de Fazer a Paçoca
Pegue o amendoim, coloque numa assadeira e leve ao forno médio para torrar durante 12 minutos. Descasque, triture no processador ou liquidificador, coloque numa vasilha, acrescente a bolacha moída, o leite condensado e misture muito bem. Pegue uma assadeira retangular 30x20 cm, cubra com papel filme, coloque a paçoca, aperte bem e deixe descansar, coberta, de um dia para o outro. Corte na forma desejada

.===============================================


Quentão Paulista1 1/2 xícara (chá) de açúcar
1 colher (sobremesa) de cravo-da-índia
60 g de gengibre cortado em fatias com casca 2 paus de canela médios
Rodelas de 2 limões médios
Casca de 1 laranja 2 xícaras (chá) de água filtrada bem quente
1/2 litro de cachaça

Coloque 1 1/2 xícara (chá) de açúcar numa panela funda com 2 litros de capacidadee leve ao fogo para caramelizar levemente.
Acrescente 1 colher (sobremesa) de cravo-da-índia, 60 g de gengibre cortado em fatias, 2 paus de canela médios, rodelas de 2 limões e a casca de 1 laranja.
Deixe apurar.
Quando estiver com cor e textura de caramelo, acrescente 2 xícaras (chá) de água fervendo e deixe por 10 min em fogo baixo para o caramelo dissolver.
Adicione 1/2 litro de cachaça e ferva novamente por 10 min.Coe e sirva em pequenas canecas.Estas receitas podem também ser feitas sem álcool ===================================================================
Paçoca tradicional-
1/2 kg de amendoim torrado sem casca e sem pele-
2 xícaras (chá) de açúcar-
1 xícara (chá) de farinha de milho - ou farinha de Mandioca torrada -
1 colher (café) de sal

Numa tigela, misture todos os ingredientes e passe no processador, aos poucos, em quatro partes.Depois, misture tudo e passe novamente no processador até que setorne um pó fino. Coloque em forminhas para moldar ou em canudinhos de papel

.==================================================================

BOLO DE FUBA COZIDO

Ingredientes- 2 copos (requeijão) de fubá-
2 copos (requeijão) de açúcar-
2 copos (requeijão) de leite-
1/2 copo (requeijão) de óleo-
50 g de queijo parmesão ralado-
4 gemas-
1 colher (sopa) de fermento-
4 claras batidas em neve
Modo de PreparoNuma panela fora do fogo coloque fubá, açúcar, leite, óleo equeijo parmesão ralado. Cozinhe em fogo médio até formar bolhas,mexendo sempre ( 10 a 12 minutos). Desligue, transfira para uma tigela, cubra com papel filme e deixe esfriar.Depois de esfriar, misture as gemas e o fermento.
Com o auxílio de um pão duro (ou colher de pau) incorpore levemente as clarasbatidas em neve. Transfira a mistura para uma assadeira redonda ( 30 cm de diâmetro) untada e enfarinhada com fubá.Ligue o forno somente nesta hora a 180ºC e asse de 40 minutos a 1hora, ou até que enfiando um palito, o mesmo saia limpo. Pulo do Gato
Dicas da Ana:- Para esfriar mais rápido coloque a panela sobre uma tigela com gelo para dar choque térmico.-Coloque o papel manteiga no fundo da fôrma antes dedespejar a massa. Isto evita que agarre na hora dedesenformar

.====================================================================


Pipoca
um punhado de milho para pipoca 2 colheres de óleo de soja
1 colher de sopa de vinagre brancoquanto baste de sal

Numa panela alta com tampa, coloque o óleo e o vinagre. Acenda o fogo e deixe esquentar. Coloque o milho numa quantidade em que todos os grãos fiquem encostados no fundo da panela. Tampe a panela e, segurando a tampa, vá fazendo movimentos circulares sobre a chama do fogão. Quando começar a estourar, continue movimentando regularmente, só parando e desligando o fogo quando parar de ouvir os estouros. Coloque as pipocas em uma vasilha e tempere com sal a gosto.
====================================================================

Doce de Leite de Cortar
1 lata de leite condensado
200 gr de açúcar União
1 colher (sopa) de manteiga
Numa panela coloque o leite condensado, o açúcar, a manteiga e faça um brigadeiro. Quando estiver dando ponto, retire da panela e espalhe numa superfície lisa,deixe esfriar e corte em pedaços.
================================================================


Doce de Leite de colher

1 litro de leite
200 gr de açúcar União
1 unidade de canela em pau
Coloque o leite numa panela relativamente grande
para que não caia no fogão na hora que ferver.
Deixe ferver e secar um pouco.
Junte, então o açúcar e a canela e mexa sempre com uma colher de pau. Fica meio mole, para comer de colher.

Festa Junina



ORIGEM DA FESTA JUNINA

 De acordo com historiadores, esta festividade foi trazida para o Brasil pelos portugueses, ainda durante o período colonial (época em que o Brasil foi colonizado e governado por Portugal).

Nesta época, havia uma grande influência de elementos culturais portugueses, chineses, espanhóis e franceses. Da França veio a dança marcada, característica típica das danças nobres e que, no Brasil, influenciou muito as típicas quadrilhas.
Já a tradição de soltar fogos de artifício veio da China, região de onde teria surgido a manipulação da pólvora para a fabricação de fogos. Da península Ibérica teria vindo a dança de fitas, muito comum em Portugal e na Espanha.

Todos estes elementos culturais foram, com o passar do tempo, misturando-se aos aspectos culturais dos brasileiros (indígenas, afro-brasileiros e imigrantes europeus) nas diversas regiões do país, tomando características particulares em cada uma delas.

Festas Juninas no Nordeste Embora sejam comemoradas nos quatro cantos do Brasil, na região Nordeste as festas ganham uma grande expressão. O mês de junho é o momento de se fazer homenagens aos três santos católicos: São João, São Pedro e Santo Antônio. Como é uma região onde a seca é um problema grave, os nordestinos aproveitam as festividades para agradecer as chuvas raras na região, que servem para manter a agricultura.

Além de alegrar o povo da região, as festas representam um importante momento econômico, pois muitos turistas visitam cidades nordestinas para acompanhar os festejos. Hotéis, comércios e clubes aumentam os lucros e geram empregos nestas cidades.

Embora a maioria dos visitantes seja de brasileiros, é cada vez mais comum encontrarmos turistas europeus, asiáticos e norte-americanos que chegam ao Brasil para acompanhar de perto estas festas.

Comidas típicas Como o mês de junho é a época da colheita do milho, grande parte dos doces, bolos e salgados, relacionados às festividades, são feitos deste alimento. Pamonha, cural, milho cozido, canjica, cuzcuz, pipoca, bolo de milho são apenas alguns exemplos.

Além das receitas com milho, também fazem parte do cardápio desta época: arroz doce, bolo de amendoim, bolo de pinhão, bombocado, broa de fubá, cocada, pé-de-moleque, quentão, vinho quente, batata doce e muito mais.

Projeto: Festa Junina

IDENTIFICAÇÃO DA INSTITUIÇÃO:

TURMA: PROFESSOR (A):....................................

TURNO:...............................

TEMA: A FESTA JUNINA

DURAÇÃO DO PROJETO:...........................................

JUSTIFICATIVA:


                          Este projeto didático visa destacar para os alunos o conceito de Festa Junina e sua origem, os santos comemorados em junho, em todo o Brasil, desde o período colonial: Santo Antônio, São João e São Pedro. Destacar ainda que no nordeste brasileiro principalmente, estes santos são reverenciados e pode-se dizer que a importância destas festas, para as populações nortista e nordestina, ultrapassa a do Natal, principal festa cristã, e que elas são, historicamente, o evento festivo mais importante destas regiões, tanto cultural como politicamente. Explicar para os mesmos que as festas juninas gira em torno de três datas principais: 13 de junho, festa de Santo Antônio; 24 de junho, São João e 29 de junho, São Pedro e, que durante este período, o país fica praticamente tomado por festas. De norte a sul do Brasil comemoram-se os santos juninos, com fogueiras e comidas típicas. Explicar para os alunos que é interessante notar que não apenas o dia, propriamente dito, mas todo o mês, é considerado como tempo consagrado a estes santos na região e, principalmente, as vésperas , que é quando se realizam os sortilégios e simpatias, a parte mágica da festa típica do catolicismo popular. Inúmeras adivinhações a respeito dos amores e do futuro (com quem se vai casar, se se é amado ou amada, quantos filhos se vai ter, se vai morrer jovem ou ganhar dinheiro etc.) são feitas nas vésperas do dia dos santos, em geral de madrugada.

OBJETIVOS:

Levar os alunos à:
Conhecer as características das festas juninas em diferentes regiões do país;
Valorizar e demonstrar atitudes de respeito ao trabalho e ao homem do campo;
Desenvolver o interesse e gosto pela tradição;
Planejar a realização de uma Festa Junina;
Resgatar a memória das Festas Juninas;
Enriquecer o conhecimento dos alunos quanto à história das Festas Juninas;
Distinguir a diferença dos costumes das Festas Juninas no Brasil e no mundo;
Sociabilizar os alunos;
Desenvolver o ritmo, compasso e criatividade;
Conhecer a história dos santos padroeiros: Santo Antonio, São João e São Pedro.

ORNAMENTAÇÃO DA SALA:

Mural com bandeirinhas e balões, chapéus de palha, peneiras enfeitadas, espantalhos feitos de palha de milho.

CONTEÚDOS:


 A vida do homem do campo (onde vive, como se veste, importância do seu trabalho na lavoura, como nos ajuda, como se diverte, aspectos da vida rural.)
 As festas juninas: características, roupas típicas, danças, alimentos.

DESENVOLVIMENTO:


Montagem de painés juninos para enfeitar a escola.
Leitura de textos informativos.
Leitura de poesias e/ou músicas juninas.
Montagem de um jornal com dicas juninas
.Leituras de textos criativos.
Caça-palavras.Cruzadinhas.
Montagem de cartazes e convites.
Confecção de um caderno de receitas de comidas típicas da época.
Confecção de enfeites juninos.
Atividades de matemática com problematização.
Montagem de painel com crendices e superstições.
Conscientização do perigo de soltar balões.

RECURSOS DIDÁTICOS:


Cartazes;Papel manilha;Sulfite;Cola;Tinta guache;Lápis de cor;EVA,TNT;Tesoura;Pincel;Crepom;CDs;Aparelho de som;Televisão;Fantasias;

METODOLOGIA:


As atividades serão desenvolvidas de forma coletiva e i9ndividual com a interação professor e aluno durante as atividades propostas.

FINALIZAÇÃO:


O projeto será finalizado com a realização da festa Junina com músicas sertanejas, quadrilhas, comidas típicas.


AVALIAÇÃO:


A avaliação será através de registro em relação a aprendizagem individual e coletiva dos alunos frente as atividades propostas durante o desenvolvimento do projeto.



CAPELINHA DE MELÃO
autor: João de Barros e Adalberto Ribeiro

Capelinha de melão é de São João.

É de cravo, é de rosa, é de manjericão.

São João está dormindo,não me ouve não.

Acordai, acordai, acordai, João.

Atirei rosas pelo caminho.

A ventania veio e levou.

Tu me fizeste com seus espinhos uma coroa de flor.





BALÃOZINHO
Venha cá, meu balãozinho.

Diga aonde você vai.

Vou subindo, vou pra longe, vou pra casa dos meus pais.

Ah, ah, ah, mas que bobagem.

Nunca vi balão ter pai.

Fique quieto neste canto, e daí você não sai.

Toda mata pega fogo.

Passarinhos vão morrer.

Se cair em nossas matas, o que pode acontecer.

Já estou arrependido.

Quanto mal faz um balão.

Ficarei bem quietinho, amarrado num cordão.
__________________________________________

SONHO DE PAPEL
autor: Carlos Braga e Alberto Ribeiro

O balão vai subindo, vem caindo a garoa.

O céu é tão lindo e a noite é tão boa.

São João, São João!

Acende a fogueira no meu coração.

Sonho de papel a girar na escuridão

soltei em seu louvor no sonho multicor.

Oh! Meu São João.

Meu balão azul foi subindo devagar

O vento que soprou meu sonho carregou.

Nem vai mais voltar.

PULA A FOGUEIRA
autor: João B. Filho
Pula a fogueira Iaiá,

pula a fogueira Ioiô.

Cuidado para não se queimar.

Olha que a fogueira já queimou o meu amor.

Nesta noite de festança todos caem na dança alegrando o coração.

Foguetes, cantos e troca na cidade e na roçaem louvor a São João.

Nesta noite de folguedo todos brincam sem medoa soltar seu pistolão.

Morena flor do sertão, quero saber se tu ésdona do meu coração.
0 comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"A Pedra"

A Pedra

O Distraído nela tropeçou...

O bruto a usou como projetíl.

O empreendedor, usando-a, construiu.

O camponês, cansado da lida, dela fez assento.

Para meninos, foi brinquedo.

Drummond a poetizou.

Já, Davi, matou Golias, e Michelangelo extraiu-lhe a mais bela escultura...
E em todos esses casos, a diferença não esteve na pedra, mas no homem!

Não existe "pedra" no seu caminho que você não possa aproveitá-la para o seu próprio crescimento.


Criado no siteVocê na capa de NOVA ESCOLA.

Apresentação

Olá amigos, vocês devem ter notado que meu blog está em fase de arrumação. mas em breve vocês terão muitas novidades. Agradeço sempre as dicas e tutoriais de outros blogs e sites "parceirões" que eu sigo e adoro, pois é com eles que eu sempre aprendo muito. Não poderia deixar de citá-los: coisinhasdenikita, tonygifsjavas, FlachVortex.com e Blogueiras Unidas, e dicasparablogs. bjs á todos e fiquem com Deus.
Com Carinho, Dihéne