Seguidores

sábado, 12 de maio de 2012

0

Amizade Entre Mãe e Filhos

Há algumas décadas, as mães tinham em mente que seu papel se restringia à disciplina rigorosa, com brigas e exigência de respeito. Não pensavam que poderiam ser amigas dos filhos.

A educação passou por transformações, hoje é proporcionado ao filho mais espaço para expressar suas opiniões, diferentemente daquela de tempos atrás, porém, é interessante que a mãe fique atenta quanto à sua postura, para não confundir os papéis. Entre a relação dela e do filho, não cabe comportar como se tivesse a mesma idade desse, para que a relação de autoridade não fique confusa.

Veja algumas “dicas” que poderão auxiliar na vivência dos papéis de amiga e mãe:

• Primeiramente é de fundamental importância que você (mãe) exerça sua autoridade. Assim, a criança compreenderá que o responsável pelas decisões é você. Esse é um aspecto que colabora para o desenvolvimento emocional da criança.

• Mostre à criança a sua capacidade, ela tem essa necessidade e deve ser estimulada a ser independente, porém, respeitando sempre a faixa etária e lembrando que a independência acontece gradualmente, ou seja, as exigências são feitas de acordo com a idade. Mas é papel dos pais transmitirem confiança ao filho.

• Outra necessidade que a criança tem é quanto às regras, horários, ela precisa de limites estabelecidos. Uma vez que esses são instituídos, os pais podem também ensinar o filho a negociar algumas situações, como por exemplo, deixá-lo fazer algo que goste depois de ter terminado uma tarefa. Deixe também que a criança expresse seus sentimentos.

• Invista no relacionamento com seu filho, dispensando a ele tempo para dialogarem. Ouvir a criança é muito importante, assim você estará oferecendo a oportunidade de contar suas histórias, falar sobre seus receios. Enfim, estabeleça a confiança desde os primeiros anos do seu filho. Porém, lembre-se que a criança aprende pelo modelo, então é fundamental que suas atitudes sejam coerentes com o que você fala, para não causar desconfiança.
Por Patrícia Lopes
Equipe Brasil Escola

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"A Pedra"

A Pedra

O Distraído nela tropeçou...

O bruto a usou como projetíl.

O empreendedor, usando-a, construiu.

O camponês, cansado da lida, dela fez assento.

Para meninos, foi brinquedo.

Drummond a poetizou.

Já, Davi, matou Golias, e Michelangelo extraiu-lhe a mais bela escultura...
E em todos esses casos, a diferença não esteve na pedra, mas no homem!

Não existe "pedra" no seu caminho que você não possa aproveitá-la para o seu próprio crescimento.


Criado no siteVocê na capa de NOVA ESCOLA.

Apresentação

Olá amigos, vocês devem ter notado que meu blog está em fase de arrumação. mas em breve vocês terão muitas novidades. Agradeço sempre as dicas e tutoriais de outros blogs e sites "parceirões" que eu sigo e adoro, pois é com eles que eu sempre aprendo muito. Não poderia deixar de citá-los: coisinhasdenikita, tonygifsjavas, FlachVortex.com e Blogueiras Unidas, e dicasparablogs. bjs á todos e fiquem com Deus.
Com Carinho, Dihéne